quarta-feira, 22 de março de 2017

Cúpula do PSDB decide: Doria para presidente, ACM Neto para vice: Alckmin nem foi avisado...

a cúpula do PSDB decidiu: o candidato à presidente 2018 vai ser João Doria e o seu vice o ACM Neto. Geraldo Alckmin nem foi avisado disso (ainda).
O que fulminou o nome de Alckmin : o furo do Globo, dessa terça. Escreveu O Globo: o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) pedidos de abertura de inquérito contra mais de dez governadores em exercício, entre eles o de São Paulo, Geraldo Alckmin, do PSDB, que disputou a Presidência em 2006. O pedido sobre o tucano estaria relacionado a repasses que a Odebrecht fez para as campanhas dele ao governo de São Paulo, em 2010, e também em 2014. Segundo um dos delatores, pelo menos um dos pagamentos teve como intermediário Adhemar Ribeiro, cunhado do governador.
O Movimento Brasil Livre foi quem lançou A campanha por Doria presidente e ACM Neto como vice, há dias
Ronaldo Caiado fechou para disputar o governo de Goiás.
Bolsonaro saiu do  PSC, de fato, deixou o pastor Everaldo nas nuvens. Bolsonaro é  pré-candidato à Presidência da República na próxima disputa, em 2018, e apareceu em quarto lugar na última pesquisa Datafolha, de dezembro do ano passado, com 9% das intenções de voto.
As negociações com Bolsonaro estão sendo conduzidas pela cúpula nacional do PR, partido que tem a quinta maior bancada da Câmara, com 39 deputados.
O parlamentar fluminense já conversou sobre o assunto com o ex-deputado Valdemar Costa Neto (SP), um dos condenados no processo do mensalão e que exerce forte influência na legenda.
Bolsonaro também nessa quarta aceitou o PR.
Esse é o quadro. Por ora, ou… por hora!!!!

Gilmar Mendes poderá ser Presidente da República em uma eleição indireta; ele tem a faca e o queijo na mão.

O fracasso do governo de Michel Temer em sua missão mais importante – ao menos, naquela que justificou o golpe de 2016 – pode abrir espaço para que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, se torne presidente da República, ainda em 2017.

Qual era essa missão? Temer deveria garantir proteção a seus aliados no parlamento, ajudando a estancar a sangria da Lava Jato. No entanto, com nove ministros na lista de Janot, um ministro da Justiça ligado à máfia dos fiscais agropecuários e ele próprio citado de forma constrangedora nas delações da Odebrecht, Temer tem se mostrado incapaz de garantir essa blindagem. Prova disso foi a mais recente etapa da Lava Jato, que, ontem, atingiu pessoas ligadas a senadores importantes, como o próprio presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Paralelamente, Temer também não tem mais o que oferecer a outro pilar importante do golpe de 2016 – o mercado financeiro. Sua reforma da Previdência, inviável e rechaçada até por aliados, já foi adiada para agosto ou setembro e o Palácio do Planalto tenta ganhar tempo com um projeto de terceirização que praticamente acaba com a CLT.

Sem serventia para parlamentares e banqueiros, Temer recebeu ainda uma outra notícia negativa, na tarde de ontem, quando o relator de sua cassação no Tribunal Superior Eleitora, Herman Benjamin, lhe deu 48 horas para apresentar suas alegações finais. Já se sabe que Benjamin irá propor sua cassação e que a jurisprudência do TSE impede a divisão da chapa.

Enquanto isso, o ministro Gilmar Mendes tem feito discursos que soam como música para os parlamentares, que seriam os eleitores do novo presidente, em caso de cassação de Temer e eleição indireta. Ontem, ele criticou duramente os vazamentos da Lava Jato feitos pela Procuradoria Geral da República e falou até em anular as delações da Odebrecht. Num aceno ao setor produtivo, afirmou que a Operação Carne Fraca, que causou prejuízos gigantescos ao País, foi provocada por uma disputa por holofotes na Polícia Federal. Gilmar disse ainda que não é papel de autoridades cavalgar escândalos.

Ação do Ministério Público, garante restabelecimento de repasse financeiro aos municípios.

O Estado do Rio Grande do Norte irá repassar R$ 912 mil por mês a partir do dia 11 de abril para os municípios potiguares. O montante diz respeito à manutenção dos Programas de Assistência Farmacêutica Básica (insumos e medicamentos) e ao Fortalecimento da Atenção Básica.
O repasse foi assegurado em audiência de conciliação presidida pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado (TJRN), Cláudio Santos, entre o Estado, como réu, e o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) como autores da  Ação Civil Originária.

Servidores Estaduais e Municipais são retirados da reformada previdência





















Nessa tarde o presidente Michel Temer anunciou que retiraria do projeto de reforma da previdência os servidores estaduais e municipais. Dentro dessa regra estão englobados os professores que foram junto aos setores de transporte linha de frente na importante paralisação do dia 15 de março. Esse manobra de Temer mostra como o golpista, os congressistas e os capitalistas temem o potencial de unidade da classe trabalhadora, sentiram o impacto do 15M que querem desarticular para passar a reforma “por partes”.
Todos trabalhadores privados da indústria, do comércio e dos serviços, todos servidores federais seguem atacados nessa proposta, bem como os servidores estaduais e municipais precários e temporários.
Esse projeto deixaria aos estados e municípios atacar seus professores e demais servidores estaduais. Não podemos cair nessa manobra. É preciso a união de toda classe trabalhadora para derrotar todos os ataques.
Temer busca dividir os trabalhadores, para aliviar a pressão sobre si agora, implementar a reforma, e jogar o ônus de aplicar nos estados e municípios para governadores e prefeitos, tal como já pressiona no Rio de Janeiro. E depois, com a reforma aplicada nacionalmente, é claro que os governos estaduais e municipais farão o mesmo, em condições muito melhores, e servidores estaduais e municipais estarão sozinhos pra reagir, enfrentando ainda a propaganda de que estarão defendendo direitos que ninguém mais tem, "privilégios".
Mas essa manobra de Temer, é mesmo assim, uma mostra da força da classe trabalhadora e uma prova de como podemos derrotar o projeto como um todo. É possível garantir a retirada completa do projeto. É possível derrotar outros ataques que Temer tem colocado na frente da reforma da previdência, como a generalização da terceirização e a reforma trabalhista.
A paralisação de 15 de março aconteceu graças a pressão dos trabalhadores que tiraram alguns sindicatos de sua paralisia frente a esse imenso ataque. Porém, nenhum plano de luta para uma verdadeira greve geral saiu desse dia, e assim Temer pode fazer essa manobra e manter outros ataques.
Podemos vencer. Para isso é preciso garantir a unidade da classe trabalhadora. Sabemos que a CUT e a CTB não querem de fato combater os ataques do governo, mas possuem o objetivo estratégico de desgastar ainda mais Temer para eleger Lula em 2018. Por isso os trabalhadores precisam tomar essa luta a partir da sua organização em seus locais de trabalho, desde a base e impedir com que a CUT e a CTB negociem com o governo e desviem toda a disposição de luta que se expressou no 15M. Nesse sentido é papel das organizações de esquerda, os movimentos sociais, centrais como CSP-Conlutas, as figuras públicas do PSOL, o MTST, entre outras forças, organizar a resistência com chamados de assembleias nos locais de trabalho, coordenações de lutas, a fim de impor a luta contra a terceirização e os ataques do governo.

VEREADOR PAULO CÉSAR BEJÚ EMITE NOTA DE REPÚDIO AO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL.




















NOTA DE REPÚDIO 


Ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz, Sr. JEFFERSON MONIK GONÇALO LIMA DE MELO.
Eu, Vereador Paulo César Gomes de Morais, democraticamente eleito, para ocupar uma cadeira no parlamento municipal, venho, através deste expediente, REPUDIAR com veemência a atitude desrespeitosa e descabida do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz, Sr. JEFFERSON MONIK GONÇALO LIMA DE MELO, ao proibir que minha assessoria exerça sua função adentrando o plenário da casa.
Quero deixar claro que este parlamentar não foi eleito para viver de cabeça baixa, dizendo sim senhor, tendo medo ou receio do enfrentamento. Lutarei com unhas e dentes, para manter meu direito, dando, mas também, exigindo respeito igualitário, o que vem sendo negado, haja vista que, minha assessoria está sendo paga com recurso do meu próprio vencimento, pois me foi negado o direito de tê-lo lotado naquela casa, enquanto, colegas vereadores, possuem 05, 06 cargos. Não bastasse isso, o presidente se sente no direito de retirá-lo do plenário, decidindo de forma monocrática que o mesmo não adentrará mais aquele recinto, para que desta forma, exerça sua função facilitando, deste modo, minha atuação.
A justificativa regimental ora apresentada pelo Sr. Presidente não se aplica ao meu assessor, uma vez, que ele tem agido de forma equilibrada, pacifica, inclusive, se dirigindo a minha pessoa, por trás da tribuna, sem transitar no meio do plenário, mesmo que assim o estivesse fazendo, não caberia tal medida, uma vez que, estaria apenas exercendo sua função. Desde quando um assessor deve ter sua ida ao vereador para orientá-lo, limitada? Isso é cerceamento e este vereador não aceitará.
Afirmo que, quantas vezes eu necessitar da orientação do assessor, Sr. Marcos Antônio, solicitarei, e este, irá até minha presença, exercer sua função de orientador. Afinal, se não fosse para ser desta forma, que sentido teria a figura de um assessor?
Medida extrema requer postura a altura, sobretudo, por não estarmos falando de assessor FANTASMA, estamos falando de um assessor que se dedica ao máximo, que faz questão de trabalhar, de está ao lado do parlamentar.
Tive o prazer de contar nas minhas 02 (duas) campanhas com a coordenação do Sr. Marcos Antônio. Fizemos 02 (duas) campanhas belíssimas, ele sempre preocupado em qualificar nossa atuação, hoje, após, a felicidade de ter sido eleito, o tenho como meu assessor, pago com meus próprios recursos, como já falei acima. Ele, como muitos devem saber, já foi assessor por 03 anos de outro parlamentar, saiu daquela casa, deixando um legado de respeito com funcionários e parlamentares da época. Não se tem registro do mesmo ter sido se quer chamado atenção e agora, vem o Sr. Presidente se postando como ser superior, o constranger em público, querer tirar seu direito, o intimidar, NÃO ACEITAREI esse tipo de atitude.
O Sr. Marcos Antônio, conhece os tramites do parlamento como poucos. Sinto-me honrado em tê-lo na assessoria, aliás, nosso mandato, depende muito de sua atuação, do seu conhecimento e de sua dedicação.
Sou sabedor que suas convicções, sua atuação política causa descontentamento, tanto na gestão municipal, quanto em parte do legislativo, mas se não querem ser criticados, que ajam conforme reza o principio da coisa pública.
Portanto, senhoras e senhores! Sinto-me na obrigação de deixar isso claro, para que não paire dúvidas, sobre a necessidade de garantirmos o direito de sua atuação, não admitindo nenhum tipo de cerceamento de sua função. Assim sendo, reafirmo o repúdio a atitude desnecessária e descabida do Sr. Presidente, esperando que tal fato não se repita.
Atenciosamente,
Paulo César Gomes de Morais
Vereador Eleito

Fonte:Blog do RSantos

terça-feira, 21 de março de 2017

O blogueiro Eduardo Guimarães é sequestra pela Lava Jato.

Ainda faltam detalhes sobre as razões. Mas já podemos divulgar a seguinte denúncia.
Eduardo Guimarães, do blog Cidadania, acaba de ser vítima de violência judicial, ou mais especificamente, de um sequestro judicial, que é o nome que damos a essa ilegalidade chamada condução coercitiva.
A notícia foi confirmada pelo advogado Pedro Serrano, que informou já ter enviado profissionais para a delegacia da Lapa, São Paulo.
Segundo conhecidos, o motivo seriam investigações sobre um vazamento de notícia sobre a condução coercitiva de Lula, que o blog Cidadania antecipou com exclusividade.
Não poderia haver nada mais ridículo: sequestro judicial de jornalista que divulgou vazamento de informação!
O Brasil vive um regime de exceção, isso já está mais do que claro.
A grande imprensa dá, todos dias, vazamentos sobre a Lava Jato.
O juiz Sergio Moro vazou, ilegalmente, gravações íntimas e privadas do presidente Lula e da presidenta Dilma.
Mas eles, mídia e judiciário, protagonistas do golpe, podem cometer qualquer crime, inclusive o pior de todos, que foi avalizar o impeachment sem crime da presidenta Dilma, jogando no lixo mais de 54 milhões de votos.
Para mim, essa notícia revela um judiciário desmoralizado e uma Polícia Federal completamente ensandencida, um fio desencapado, sem controle.
E tudo isso enquanto temos um governo ilegítimo, fraco, refém do próprio Judiciário e, sobretudo, da grande mídia.
A Lava Jato está na rua hoje, fazendo mais uma de suas operações midiáticas, espalhafatosas, vazadas antecipadamente para a grande mídia, desviando atenções do fiasco ferroviário que foi essa sub-lava jato da carne, da crise econômica e das votações antissociais em curso no congresso.
Enquanto a polícia toca o bumbo na rua, o congresso detona a previdência, as leis trabalhistas, os direitos sociais.
Já destruíram a economia e a democracia, e agora querem censurar quem os denuncia?
O Cafezinho se solidariza com o blogueiro Eduardo Guimarães e acompanhará o caso de perto.
Fonte: O Cafezinho

ÚNICO PALAMENTAR A PARTICIPAR DO DIA DE GREVE EM SANTA CRUZ VEREADOR PAULO CÉSAR BEJÚ MOSTRA COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE.

Na manhã de hoje (21), o município de Santa Cruz teve uma intensa programação dos servidores da educação que desde o dia 15, Brasil a fora, lutam contra a REFORMA DA PREVIDÊNCIA e outras maldades do governo federal. Também tivemos nesta manhã, mais um ato dos servidores da saúde do município, que se encontram a 30 dias de greve, reivindicando melhores condições de trabalho e salário.






















O vereador Paulo César Bejú ao participar ativamente dos atos mostra estar preocupado em atuar na defesa da sociedade Santa-cruzense, mostra honrar os 1.337 votos que recebeu se tornando o vereador mais votado do último pleito. O mandato parece caminhar no rumo certo e já é motivo de comentários positivos nas rodas de conversa da cidade.

















































Fonte: Blog do RSantos

Urgente: PF atua em vários Estados do Brasil com mandados de busca e apreensão da Operação Lava Jato.

Agentes da Polícia Federalcumprem, na manhã desta terça-feira (21), mandados de busca e apreensão da Operação Lava Jato, autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em PernambucoAlagoasBrasília,Bahia e Rio de Janeiro.
Os alvos desta terça são pessoas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Valdir Raupp (PDMB-RO) e Humberto Costa (PT-PE). Os parlamentares não são alvo de mandados.
A operação desta terça partiu de um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e foi autorizada pelo STF porque o tribunal é responsável pelas investigações na Lava Jato que envolvam políticos com foro privilegiado.













Carros e agentes da Polícia Federal foram vistos em um edifício na Avenida Boa Viagem, na orla da Zona Sul do Recife.
Acompanhados pelo Ministério Público Federal (MPF), os policiais cumprem mandados de busca e apreensão no Edifício Maria Beatriz, na Avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Os agentes foram à casa do empresário Mário Barbosa Beltrão e de Sofia Nogueira Beltrão, segundo apurou a TV Globo e o G1.
TV Globo ligou para a casa do empresário, mas informaram que ele não estava e não passaram outro contato.
De acordo com a PF em Pernambuco, os documentos e materiais apreendidos estão sendo encaminhados para a sede do órgão, no Cais do Apolo, região central do Recife, de onde serão remetidos para Brasília. A Polícia Federal apontou ainda que as investigações seguem em segredo de Justiça.
Em agosto de 2016, foram cumpridos no Recife um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento e depois é liberada, dentro da 33ª fase da Operação Lava Jato. O alvo dessa fase era a construtora Queiroz Galvão.
Além de Pernambuco, a 33ª fase teve ações em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas Gerais. O ex-presidente da construtora, Ildefonso Colares Filho, e o ex-diretor Othon Zanoide de Moraes Filho foram presos preventivamente no Rio de Janeiro.

Portal da Mulher será lançado nesta terça, 21.














A Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do RN (SPM/RN) lança no próximo dia 21 de março, às 10h, no auditório da governadoria, o Portal da Mulher Potiguar. A ferramenta é um marco no apoio às vítimas de violência doméstica no Rio Grande do Norte, onde 40% das mulheres disseram já ter sofrido algum tipo de violência.
O endereço mulherpotiguar.rn.gov.br servirá de suporte para as mulheres e oferece vários espaços nos quais elas podem efetuar denúncias, reconhecer se são ou estão submetidas a algum tipo de agressão e ainda receber orientações sobre onde encontrar ajuda e outros encaminhamentos. O site é fruto da parceria entre Governo do Estado, via equipe do Sistema CERES* com apoio logístico da Universidade Potiguar.  
Através do portal, também será possível mapear casos, quantificando com precisão as ações violentas ao qual são submetidas às potiguares. Os dados – importantes para o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para o segmento feminino – são encaminhados à coordenadoria de Mulheres e Minorias, vinculado a Secretaria de Segurança Pública.
“A violência contra a mulher no Brasil é um assunto muito mais presente e assustador do que pode parecer. Temos uma subnotificação e os números podem ser mais alarmantes. O Portal dará voz a muitas vítimas que estão sofrendo silenciosamente”, declarou a titular da SPM, Flávia Lisboa.

DIA DE GREVE EM SANTA CRUZ, REALIZADO PELOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO E DA SAÚDE DO MUNICÍPIO.